• Categorias
  • The Latest Style
  • Arquivos

JÁ PENSOU PARTICIPAR DE CORRIDA DE 20KM A 3.200M DE ALTITUDE, NO PERU?

Anos atrás, tive a oportunidade de percorrer a trilha Inca, no Peru, em 4 dias. Uma experiência maravilhosa.

Há alguns meses, vi o informativo de uma corrida no Vale Sagrado dos Incas, em Cusco, que dizia assim:

“O Mountain Do Vale Sagrado dos Incas (link aqui) faz parte do circuito internacional da Sports Do e acontece nos arredores da histórica cidade de Cusco, nos Andes Peruanos. A região do Vale Sagrado dos Incas é um paraíso arqueológico e cultural que se prolonga por mais de 100 quilômetros entre Huambutio e Machu Picchu. É formado pelo rio Urubamba e inúmeros riachos que nascem nas cordilheiras e percorrem diversos povoados. O Vale fica a uma altitude média de 2.900 metros acima do nível do mar e preservavárias trilhas incas entre belos bosques nativos, por onde os corredores passarão. Ao contrário da prova do Ushuaia, realizada a nível do mar, a altitude do Vale Sagrado dos Incas chega a superar os 3.200m, sendo o mais novo desafio da Sports Do aos corredores.”

Enviei o link da prova  para o Bruno, um amigão de infância, perguntando se ele se animava e, pronto! Desafio aceito. Íamos correr os 20km (uma das três categorias: 8km, 20km e 42km) na corrida que aconteceria em maio.

Chegamos a Cusco na quinta anterior à corrida e fomos logo retirar o kit de prova. A organização determinou essa data para que todos tivessem alguma aclimatação mínima para a altitude.

Aliás, me lembrava de ter sofrido bastante em minha outra visita. Dessa vez, foi bem mais tranquilo e confortável. O Bruno esteve ainda melhor do que eu e disse não ter sentido nenhum desconforto.

Na sexta optamos por fazer um tour por Cusco e, no sábado, fomos de trem para Machu Picchu. Foi muito bom retornar àquele lugar mágico e novamente ouvir e ver a sua história. Uma verdadeira viagem no tempo.

Finalmente, no domingo, a corrida.

Pegamos o ônibus da prova que nos levou até a largada. Lá, um comitê de boas-vindas com vestimentas típicas e danças tradicionais nos recebia com muita simpatia e alegria. Ah… as lhamas também estavam por lá.

Às 9h foi dada a largada. E, logo um trecho de cerca de 2km de subida. Mas a prova não tem uma altimetria muito dura. O desafio é a altitude e a adaptação.

E assim, depois dessa dureza inicial, podíamos correr com certa tranquilidade.

Ao longo do percurso, moradores locais faziam a festa com nossa passagem. E, por causa do nome escrito no número de peito, a diversão era nos chamar pelo nome e dar tapinhas em nossas mãos. E assim fomos percorrendo as estradas de terra até cruzar a linha de chegada aproveitando o incrível visual.

A Mountain Do Vale Sagrado dos Incas é uma boa oportunidade para misturar corrida com turismo.

E, se eu puder sugerir, aproveite para fazer a trilha Inca caminhando. Garanto que não se arrependerá! Abraços e boas corridas.

  • é professor de Educação Física e empresário. Participa de provas longas de corrida de aventura desde 2003 e de ultramaratonas desde 2007, entre elas, a corrida de aventura na Patagônia Chilena, com 1.112km. Mauro Chasilew

Você pode gostar

ABERTURA DE TEMPORADA DE MONTANHISMO

Você que está começando nas trilhas, já deve ter visto em grupos virtuais ou ...

VEJA DICAS PARA ESCOLHER CALÇADOS E MEIAS PARA PRATICAR ESPORTES

Muita gente me pergunta sobre como escolher o calçado ideal para participar de ultramaratonas. ...